Os Serrenhos do Caldeirão de Vera Mantero

cartaz

Os Serrenhos do Caldeirão | Exercícios em Antropologia Ficcional de Vera Mantero

24 Outubro | 21h00 | Performance | Centro Cultural Miguel Madeira |  Vila Franca das Naves

Os Serrenhos do Caldeirão – exercícios em antropologia ficcional, é um trabalho elaborado por Vera Mantero a convite da DeVIR/CaPA/ Faro, no âmbito do Festival Encontros do Devir, em torno da desertificação/desumanização da Serra do Caldeirão, no Algarve. Cruzando as suas próprias recolhas vídeo com as recolhas em filme de Michel Giacometti, sobretudo aquelas feitas em torno das canções de trabalho, Vera Mantero lança um forte olhar sobre práticas de vida tradicionais e rurais em geral, conhecimentos das culturas orais de norte a sul do país e de outros continentes.

Toda a peça é povoada de vozes que vêm de longe. Silêncio. A serra. Vera canta para os poucos serrenhos que permanecem. Mas não é só de música que se trata, é também da palavra e da terra; a palavra de Artaud em combustão, a palavra de Prévert martelado em jeito de poesia sonora, a palavra estranhamente familiar de Eduardo Viveiros de Castro.

Com este “retrato alargado” dos Serrenhos do Caldeirão, Vera Mantero fala‐nos de povos que possuem uma sabedoria que perdemos, uma sabedoria na ligação entre corpo e espírito, entre quotidiano e arte. Mas uma sabedoria que podemos (e devemos, para nosso bem) reactivar.

“as melodias daqui são muito bonitas e todas de tendência “orientalóide”. parece que são “em eólio” (por serem assim lindas e enleadas…). (…) e é frequente encontrar‐se um curto estribilho que reza assim: “oh, tão lindo!”. oh, tão lindo. oh. tão lindo. oh tão lindo. há gente assim, que se sabe espantar com a beleza. (…) podia talvez fazer uma montagem com vários “oh, tão lindo!” juntos e misturados. como a sequência de beijos na boca no fim do Cinema Paraíso”. (Transcrição de notas de Vera Mantero)

Concepção e interpretação Vera Mantero | Desenho de luz Hugo Coelho | Captura de imagens e elaboração de guião para o vídeo Vera Mantero | Montagem vídeo Hugo Coelho | Excertos vídeo da Filmografia Completa de Michel Giacometti Salir (Serra do Caldeirão), Cava da Manta (Coimbra), Dornelas (Coimbra), Teixoso (Covilhã), Manhouce (Viseu), Córdova de S. Pedro Paus (Viseu) e Portimão (Algarve) Excertos de textos de Antonin Artaud, Eduardo Viveiros de Castro, Jacques Prévert e Vera Mantero | Residências Artísticas Centro de Experimentação Artística ‐ Lugar Comum/Fábrica da Pólvora de Barcarena/Câmara Municipal de Oeiras e DeVIR/CaPA/Faro | Co‐produção DeVIR/CaPA | Produção O Rumo do Fumo | Agradecimento Editora Tradisom | Este projecto foi uma encomenda dos Encontros do DeVIR da DeVIR/CaPA/Faro.